RETORNAR ÀS NOTÍCIAS - Governo com ou sem Centeno. Quase metade dos portugueses diz que é igual


06-01-2020 17:51h Vários

Um em cada três portugueses acredita que o Governo vai ficar pior se Mário Centeno deixar as pasta das Finanças. Por outro lado, a maioria considera que a governação será igual.

 

De acordo com uma sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e para o Correio da Manhã, 33,5% dos 606 inquiridos considera que, sem Centeno, o Governo governará “pior”. Porém, a maioria – 43,2% dos inquiridos – acredita que o Governo permanecerá igual. Além disso, 8,6% dos portugueses responderam que o Governo iria governar melhor e 14,7% disseram não saber ou não quiseram responder.

Segundo a Intercampus, a saída do ministro das Finanças agrava as perspetivas dos mesmos inquiridos sobre o desempenho do segundo Governo de Costa.

A saída de Mário Centeno do Governo tem sido muito falada. Centeno chegou a ser apontado para comissário europeu, sendo que depois esteve na corrida ao FMI, para substituir Christine Lagarde, de saída para o Banco Central Europeu (BCE). Apesar de ter ficado no Executivo de António Costa, a sua permanência tem sido questionada.

Em entrevista ao Expresso, o governante abriu a porta à hipótese de terminar o mandato como presidente do Eurogrupo em 2020 e de vir a exercer o cargo de governador do Banco de Portugal.

Embora tivesse sublinhado que o seu desafio atual é o de “começar a apresentar o Orçamento do Estado para 2020 na Assembleia da República”, Centeno abriu a porta à possibilidade de terminar o seu mandato à frente do Eurogrupo em julho, dizendo-se “extremamente favorável à limitação do número de mandatos que os políticos exercem”, incluindo ele próprio.

ZAP //

 30/12/2019